Poesias

“… Que Maldito, Este Nosso Mundo…” de Hugo Moreira

766a492073e068be4650d8a7eab6-post

Fonte : Unknown

Tu podes dizer que não,
Mas ele deixa-nos a cada segundo,
Some-se, esvai-se, na solidão,
Que maldito, este nosso mundo.
Tu até lhe podes falar,
Mas ele já está de malas prontas,
Pode até ouvir mas não irá ligar,
Efémero, que deixa as pessoas tontas.
Leva as mentiras, as ganâncias,
As injustiças e a precariedade,
Sei que já vai cheia com as nossas finanças,
Pena é escolheres sempre a mais pobre da sociedade.
Tu podes dizer que não,
Mas a nossa sentença esta feita,
Onde não existe advogado nem perdão,
Apenas a Troika e a sua ceita.
Leva as leviandades, as injurias,
As calunias e a difamação,
Pois a austeridade é para nós romarias,
De semana para semana informa a televisão.
Tu podes dizer que não,
Mas estamos banhados na descrença,
Quem trabalha, soa que nem um cão,
Mas o saudável rendimento de inserção social é que coça na nossa presença.
Prescindimos da despedida,
Levar tudo que é teu,
Pois o nosso já foi antes da tua partida,
Leva também e sem te esqueceres….o Euro…foi a partir dai que o país se fod…u.

By Hugo Moreira

Anúncios

One thought on ““… Que Maldito, Este Nosso Mundo…” de Hugo Moreira

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s