Prosa

“Confissões de um Mimfóbico” de Lucas Moraga

Foto: Unknown

Todos sofrem de algum tipo de mal. Uns medo de cobras, outros de altura e por ai vai, tentam se esquivar de todas as formas para nunca tropeçar com eles. Isso para mim nunca chegou a ser possível. Sofro de um mal que muita gente tem e não sabe ou não quer enxergar simplesmente. Sofro de Mimfobia. Ai vem a celebre pergunta: “ O que é isso?” Tentarei descrever…

Temos muitos medos, mas creio que o maior deles sou eu mesmo. Tenho medo. Medo dos mistérios que habitam em meu ser, como consigo sempre ser um ótimo psicanalista do amor para com os outros e quando tento aplicar isso a mim, nunca surte efeito? Deve ser um diploma comprado ou algo que li em algum livro, mas nunca descobri ao certo. Tenho MIMFOBIA.

Saindo às ruas, faces pintadas de emoção. Caminhos cheios de cores e formas, arranha céu lá no fundo, diferentemente de outros, entrego-me sem reservas a devaneios mentais e imaginações secundárias. Tenho MIMFOBIA. Pessoas normais não agem assim…

Encaro o espelho todos os dias como um confronto daqueles do velho oeste, sem chapéus, sem armas. Tenho MIMFOBIA. O espelho revela que não consigo acompanhar o mundo, regressão de atitudes e progressão de ideias. Nunca o derroto nos duelos travados.

Não existe remédio ou tratamento que cure isto, acho que é um fardo eterno que terei de levar até o fim de minha existência. Pois bem, dúvidas clássicas do tipo quem fabricou a primeira Remington ou a primeira Tinteiro. Tenho MIMFOBIA. Uma sábia disse-me: “Somos antigos, surreais, trovadores, amadores profissionais. Revolucionando a modernidade com a antiguidade.”

Chocolate Quente e Nostalgia, combinação perfeita para transportar-me a um mundo que poucos tem curiosidade de desvendar. Tenho MIMFOBIA. Prefiro ainda este utópico mundo a realidade.

Medo de magoar, medo de demonstrar, Medo.

Tenho MIMFOBIA. Medo de mim mesmo por saber o que pensar e não saber o que falar, ou vice e versa.

Tenho MIMFOBIA, porém mesmo assim me encaro todos os dias com Medo.

                                                                                         by    (MORAGA, lucas. 2012)

Língua: Português Brasileiro

2 thoughts on ““Confissões de um Mimfóbico” de Lucas Moraga

  1. Parabéns Moraga! É muito bom ver-te brilhar pelos ares portugueses através de tua escrita. Tens um futuro promissor! A cada novo texto teu, encanto-me com teu dom. És mesmo bom! Parabéns ao dono do Blog por proporcionar visibilidade a um escritor Brasileiro. Muito bom! Brutal!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s