1

“Amor Universal” de Ricardo Sousa

Quando se ama

Não interessa a cor

Só importa a chama

E o seu calor

 

Toda a beleza exterior

Passa a ser secundária

Porque, o importante está no interior

E não na faixa etária

 

Nem todos têm a possibilidade

De poder amar

Mas aqueles que têm a sua metade

Não a deixem escapar

 

Não se define pelas classes sociais

Nem por posses financeiras

Somos todos iguais

Apenas mudam as maneiras

 

Maneiras essas, que não são obstrução

Para ser atingido

Pela seta do cupido

Em pleno coração

 

Poucas palavras contextualizam

O que tem vindo a escassear

E que muitos banalizam

Sem por minutos, alguém pensar

 

Que sem amor

O mundo perde a piada

O que era colorido, perde a cor

E temos a felicidade, hipotecada

 

Também se ama

Na amizade

Apenas muda a chama

E a essência da irmandade

 

Podem escrever imensas quadras

E definir uma cor

Mas em poucas palavras,

Eu defini o amor

by Ricardo Sousa

2 thoughts on ““Amor Universal” de Ricardo Sousa

  1. Bom ! Muito bom mesmo realmente!
    Este poema leva-me a pensar como e que pessoas assim com este talento não conseguem ter mais notoriedade, eu ja o sigo e adoro a maneira como ele escreve e como sente aquilo que escreve.
    Gostaria de o conhecer um pouco melhor, ate podia ser ele o entrevistado do mes, se isso ainda existir aqui krkrkrkrkr
    Apostem nele !!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s