Sem categoria

“Trova a dois terços!” de Mefistus

No malvado denso mundo castrado,
outro futuro foi agora renegado
no advir dos sentidos perdido
por tudo o mais ignorado!

Caminho em sombras de carvão
onde a luz não tem autorização
para sempre fui ali banido
desde logo meu cogito perde razão

malévico este meu penar
fazer de tudo o meu azar
perder a capacidade de amar
sou um ser a naufragar.

Sou alma que chora e não ri
sou eremita que tudo vi
dormem as deusas no sepulcro
em sonhos de fino veludo.

Qual Ícaro quiz voar
fazer de tudo o meu lar
a má sorte ignorar
no monte das virgens sonhar

Escuta agora o que te digo
lamento se não sou mais preciso
sempre fui homem sem ciso
antes pobre que mendigo.

Não te peço o coração
não te desperto a tesão
Não abracei a tentação
não te dei nunca razão.

em dois passos tão curtos
caminho entre seres mudos
equidistante de ti, de nós
vou perdendo a imensa voz.

Destilo bafo de cachaça
pelas vielas da esperança
foi agora finda a nossa graça
que o nosso amor já não a alcança.

Devolvo todos os espólios de guerra
no fim de tão sorumbática batalha
entrego-me rendido à terra
faço do meu coração mortalha!

Que se cerre o santo Sepulcro!

By Mefistus

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s