Sem categoria

“meu amor” de Olga Alves

Image
 
 
Meu amor,
 
Quero dizer-te que depois de ti veio mundo. A música. O êxtase. Nunca as drogas. O álcool talvez faça parte, não falamos já nós disso? Talvez não. A minha vida nunca te interessou muito e hoje penso mais em ti mais do que quando estávamos juntos. Lembras-te? Nas traseiras da minha rua. Deixa que te diga que o Néctar que deixaste na minha língua contínua a atraiçoar-me o desejo. E sempre que penso em ti percebo que sorrio. A grandeza do meu amor por ti desse ser essa; não precisa de falsas amarras. E tu já és fingindo o bastante para teres agora que fingir que te importas comigo. Mas no fundo o que te quero dizer é isso: Depois de ti veio o mundo. A música. O êxtase. O amor.
 
Meu amor,
 
Meu amor,
 
Um dia hei-de encontrar-te e perguntar-me-ás porque nunca mais quis que soubesses de mim.
 
Meu amor,
 
O tempo fez-nos ficar tão distantes como se sempre tivéssemos sido só amigos. Não importa. És o meu amigo mais íntimos mas, meu amor, o nosso amor nunca há-de caber num poema e, meu amor, sabes como vivo deles. Adeus. 
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s