1

“Arte Descontinuada” de Rosário Palma

O artista não depende de si, da sua força ou paixão

Mas dessa coisa estranha chamada inspiração.

Parte sem aviso prévio ou deixar qualquer recado

Fica assim o artista completamente desamparado.

Que ela um dia volte, resta-lhe apenas esperar

Para bem da sua sorte e a sua arte poder continuar.

Não pode escrever, pintar ou esculpir

Quando ela se lembra de partir.

E neste compasso de espera

O artista entristece

Quase que desespera

Até que ela regresse.

Que estranha coisa é esta?

Que parte sem dó nem alento

Deixando o artista tão só e sem o seu talento.

Um dia quando regressar

Sem ninguém poder prever

Pode o artista pintar

Esculpir ou voltar a escrever.

                                                                 

 by Rosário Palma.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s