Sem categoria

“O teu nome” de Nuno Quintela

Escrevo o teu nome,

Vezes sem conta,

No vidro de uma montra,

Para nunca me esquecer…

Uma energia que me consome,

Tenho de ti muita fome,

Nem imaginas o quanto é enorme,

A minha mão quase dorme de tanto escrever…

Pode parecer estranho,

Mas existe muita dor,

Neste sentimento equivalente ao amor,

Mas não me acanho…

Quero-te rever,

Quero-te reaver,

E nos teus braços,

Um beijo beber…

by Nuno Quintela

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s