1

“Muro” de Nuno Quintela

Mais uma vez no nosso muro,
Espero por um sorriso teu,
Já te mandei o meu,
Mas de certeza que esbarrou contra algo duro…

Foi aqui que me pronunciei,
Foi aqui que o primeiro beijo se soltou,
Foi aqui que eu abonei o meu coração de felicidade,
Foi a aqui que ele descobriu a verdade…

Agora é aqui que ele chora,
Sem direito a desforra,
Pois a demora é prolongada,
Será o meu destino esta calçada?

Que seja…
Um dia nem alma penada,
Estará na minha alçada,
Nada, mesmo nada…

by Nuno Quintela

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s