1

“…Aplaudem…” de Hugo Moreira

A luz acende…

Subo os degraus,

Para mais uma peça representar,

Subo com os momentos bons e maus,

Todos, sem nenhum menosprezar.

Aplaudem…

Numa mão agarro a força,

Noutra a ambição de triunfar,

Sabendo que quando a luz foca,

Terei que ser eu, mesmo tendo o guião que decorar.

Aplaudem…

Este palco de madeira, forte e coesa,

Que parece não haver forma de ceder,

Que nos faz escorregar até perder a defesa,

Que tanto nos faz aprender.

Aplaudem…

Letras de frases feitas,

Terei mesmo que aceitar?

Tudo parece ter as receitas,

Para um mundo melhor idealizar.

Aplaudem…

Mas não, não sou actor,

Não sei sorrir forçado,

Sentir felicidade quando sinto dor,

Mesmo quando me sinto pouco acordado.

Aplaudem…

Mundo de palcos sucessivos,

Guiões recitados sem sentir,

Formas de omitir momentos depressivos,

Tudo para melhor e mais fácil conseguir subir.

Aplaudem…

Tudo passa na minha cabeça,

Diante desta imensa plateia,

Alguns esperam o meu sucesso,

Já outros que simplesmente esqueça e diga asneira.

Aplaudem…

Vénia final, tempo de sair de cena,

Desço lentamente o que voltarei a subir,

Sempre de pé firme face a todo este esquema,

Revoltado por dentro, mas a cortina desbota o cinismo e não me faz desistir.

A luz apaga…

Aplaudem…

By Hugo Moreira

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s