1

“Tatuagem no Coração” de Rosário Palma

 

 

Tenho o teu nome tatuado no meu coração.

Amei-te e acreditei nas palavras doces e meigas que me dizias.

Eu, uma adolescente ingénua, acreditei que tudo o que me dizias e me fazia sentir bem, só podia ser verdade.

Marcaste-me com uma imagem de quem jamais me mentiria, não te achava capaz disso.

Parecias perfeito, para mim, nesta minha inocência cega.

Inocência de quem sonha que o céu é o limite e o nosso amor chegaria até lá.

Tatuei a tua imagem e o teu nome no meu coração.

Não na minha pele, pois queria uma tatuagem que fosse visível só para mim.

O coração seria sítio perfeito.

E tu iludiste-me, como se ilude quem está apaixonado e cego.

Foi esta cegueira que me levou a tatuar-te em mim, de forma intensa, que jamais a conseguirei apagar.

Tento esquecer, tento não lembrar, tento apaga-la mas não consigo.

Não posso recorrer a ninguém que me possa apagar esta tatuagem.

Só tu!

Mas foste demasiado egoísta.

Esqueceste rapidamente, os momentos, as ternuras, as promessas, a minha cegueira por ti.

Afinal, o que mais importava mesmo eras tu, sempre foste egocêntrico demais, para te preocupares com as feridas que poderias provocar.

Feridas que não se curam com compressas nem remédios, nem a dor que me deixaste  se atenua com um analgésico qualquer.

Terei de viver até ao fim da minha vida com esta tua tatuagem.

 

 

                                                                               by  Rosário Palma

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s