1

“Só por Hoje” de Filipa Pinheiro

 

 

 

Só por hoje, vou:

Acreditar que tudo é possível.

Confiar que o Universo inteiro está comigo.

Aceitar que os meus sonhos são preciosos, mesmo os mais pequeninos…

Ser gentil com os pedidos do meu coração e respeitar o meu papel na criação.

 

Só por hoje, vou:

Voltar a ver anjos,

Falar com velhos amigos, animais e imortais, todos amando por igual.

Fadas, mestres e seres do mar,

Ondinas, sereias e sábias aves do ar,

A água corrente e a pedra de sal.

 

E só por hoje, vou:

Transbordar de Alegria!

Devolver ao Mundo alguma Magia

E a centelha sagrada da com-paixão.

Que de tudo é capaz,

Que torna o impossível, brincadeira de rapaz,

Pela ingenuidade da sua mão.

 

Oiçam todos, porque só por hoje:

Vou ser livre e vou ser leve!

Vou ser riso e vou ser vento!

Vou ser uma onda à deriva…

À deriva de um pensamento.

Vou ser esquecida, vou ondular na maré da vida,

Vou dar comigo completamente perdida…

Ah, mas perdida de contentamento!

 

E hoje, só por hoje, vou entender:

Que nada existe a temer!

Nada há a perdoar, a apagar ou a esquecer.

E nada ficará por fazer…

Pois não há cor que eu não saiba criar,

Não há dor que me possa quebrar,

Não há autoridade que me consiga domar!

Eu sou uma gota perfeita de SER!

Eu sou PODER! A respirar…

Sim, porque:

Eu sou eterna!

Eu não tenho horizontes porque eu não tenho limites!

Eu sou selvagem e eu sou terna,

Eu sou o sangue que percorre a perna

De uma moça feliz a rodopiar…

E eu sou o desejo forte,

Impossível de controlar,

Que te leva a pedir a sorte, num silencioso rezar,

De vir a ser teu o seu dançar.

 

Eu sou eu,

Mas eu sou TU!

Porque eu sou o Mundo inteiro, que a toda a hora se reinventa!

Mas sou também a própria hora, que o mundo gasta para o fazer…

Eu sou o pão que te alimenta

E por isso hoje, só por hoje, eu vou escolher:

                                                                                              Caminhar devagar,

                                                                                               Voltar a brincar,

                                                                                               Enfartar-me de Amar…

                                                                                               E celebrar VIVER.

 

by Filipa Pinheiro

2 thoughts on ““Só por Hoje” de Filipa Pinheiro

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s