1

“Poema a um filho” de Rosário Palma

É chegada a hora de tal fantasia

Do ventre da mãe nasceu o rebento

Por entre, suor, dor e alegria

Nada mais belo marca tal momento.

São horas que duram, porém esquecidas

Naquele momento nada mais importa

São dores de AMOR as dores paridas

É um sentimento puro que ali nos transporta.

Por entre gemidos repletos de dor

Por entre lágrimas de tanta alegria

Nasce um filho parido de amor

Nasce uma estrela quase por magia.

À nossa frente temos um tesouro

Que nos dá forças para enfrentar o mundo

Pequenino e frágil, uma peça de ouro

Quão desejado desde o primeiro segundo.

Venham as feras mais vis da terra

Que uma mãe sua cria sempre defende

Da maldade dos homens, do horror da guerra

Viramos guerreiras e estamos na frente.

Nada tememos a partir de agora

Armas, pedras ou qualquer canhão

Nasce uma força de dentro para fora

É o instinto de mãe e o seu coração.

by Rosário Palma

8 thoughts on ““Poema a um filho” de Rosário Palma

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s