1

“Once in Lifetime” – 10º Capítulo (Penúltimo) autoria de Susana Silva

Não tardou em voltar a escurecer e mais uma vez os dois dormiram nos braços um do outro até ao raiar do novo dia.

Até de momento não tinham ouvido mais nenhum sinal de algum avião a sobrevoar a zona. Vincent e Serena voltaram mais uma vez a procurar algo que pudessem comer e enquanto faziam a leve refeição ouviram remexer por entre o mato que se encontrava relativamente perto deles.

Os dois aproximaram-se daquela zona e para espanto dos dois, estava uma gazela a dar à luz, Serena voltou-se para Vincent e os dois trocaram um largo sorriso.

–    Não achas melhor ajudar? – questionou Serena a Vincent enquanto ouvia os gemidos da gazela.

–    Não, Serena! Não se pode interferir na natureza. Temos de nos limitar a observar este lindíssimo momento.

–    É lindo, de facto! – disse Serena.

E finalmente a cria surgiu. A sua progenitora logo aconchegou-a a si.

Serena tinha-se mantido ao longo de todo aquele processo abraçada a Vincent observando cada momento que a natureza lhe estava a proporcionar, acabando por não conseguir conter as lágrimas de emoção e finalmente o som de um outro helicóptero pairou no ar, e os dois trocaram novamente um sorriso. Vincent perante o sucedido pegou em Serena ao colo e girou todo o seu corpo, gritando.

–    Conseguimos!

Voltando a colocar Serena no chão, Vincent beijou-a novamente e de repente o helicóptero avistou-os e fez suspender uma escada.

Vincent deixou ser primeiro Serena a subir, e antes de partir os dois pararam por momentos olhando um para o outro, e quando Vincent viu que já conseguia subir, colocou um pé e depois o outro, na escada e sentiu que deixou todo o seu sonho para trás. Para Vincent e Serena todos aqueles momentos que passaram por entre aquela floresta tinham sido únicos e por esse motivo desejariam voltar lá de novo e repetirem tudo o que lhes aconteceu de magnífico.

Dentro do helicóptero, os dois receberam o devido tratamento que necessitavam para superar a desidratação. Embrulhados em mantas, ambos trocavam olhares entre si. Mas nos seus pensamentos, apenas ocorria a ideia de que daqui a algumas horas os dois iriam separar-se, cada um iria dirigir-se para o local da sua morada e nunca mais se iriam encontrar.

Serena olhando através da janela, vê aquele esplêndido lugar ficando para trás, e repousando a cabeça numa das paredes do avião, deixa soltar uma lágrima que rapidamente foi secada com a sua mão, para que Vincent não visse que estava a sofrer com tudo isto.

Como era óbvio, Vincent sempre soube que ela nunca tinha tirado a ideia da separação da cabeça, e pela reacção dela à sua frente, soube logo que ela estava a chorar, e para a reconfortar colocou a sua mão na perna dela de maneira a que ela centra-se as suas atenções nele.

–    Olha lá fora, um lindo arco íris? É causado pelas chuvas isoladas.

Olhando primeiro para Vincent e depois para a janela Serena assentiu com a cabeça.

–    Tens razão é magnífico.

Durante longas e duras 7 horas de avião, Vincent e Serena, voltaram novamente a colocar os pés no aeroporto onde se tinham conhecido, e mal saíram do avião já tinham duas ambulâncias esperando-os.

Depois de descerem do helicóptero Vincent envolveu Serena com a sua manta e os dois trocaram um longo beijo. E permaneceram abraçados até que o condutor de uma das ambulâncias chama Vincent.

Antes de partir Vincent tinha uma coisa para Serena, e então pediu ao condutor para que esperasse um pouco.

Serena examinando os movimentos de Vincent repara que ele tinha retirado a pulseira do seu pulso direito.

–    Quero que ela te acompanhe e te proteja em todos os momentos. E que sirva de recordação de tudo que passamos  nestes últimos dias, quando já não estivermos juntos.

–    Não vou aguentar Vincent – disse-lhe Serena estendendo o braço para que ele lhe colocasse a pulseira igualmente no seu pulso direito.

–    Vais sim, eu sei que és capaz – conluíu Vincent passando de seguida, no final de ter apertado a pulseira, a beijar o pulso de Serena.

–    Acho que também te vou deixar algo  – proferiu Serena retirando o seu colar. Quero que fiques com a outra chave em forma de coração, e eu ficarei com a outra que me acompanhará sempre. E os nossos corações serão selados apenas um pelo outro.

Vincent que também transportava um pendente, retirou aquilo que Serena lhe dera da mão dela e colocou no seu fio, que logo voltou a colocá-lo ao pescoço.

Depois destas trocas de recordações, os dois abraçaram-se novamente e beijaram-se pela última vez.

–    Bem vamos ter de ir, não é? Por favor Serena não voltes a chorar, porque se não, vou sentir-me muito pior.

–    Vou tentar.

–    Então um último sorriso, e não te esqueças sorri sempre, porque é uma das coisas que mais admiro em ti, por isso conserva-o. – suplicou Vincent. Vamos?

–    Tem mesmo de ser!

Encaminhando-se muito lentamente em direcção a cada uma das ambulâncias, as suas mãos desenlaçam-se à medida que se vão afastando até sentindo o leve toque da ponta dos dedos desvanecer.

Os dois entram, cada um na sua ambulância, e enquanto lhe fechavam a porta da ambulância, os dois ficaram-se olhando através da janela, e finalmente o motor liga e a imagem de cada uma das ambulâncias vai  tornando-se mais pequena à medida que se afastam . Foi a última vez que se viram.

By Susana Silva

One thought on ““Once in Lifetime” – 10º Capítulo (Penúltimo) autoria de Susana Silva

  1. Gosto!
    Gosto do enquadramento dos diálogos, da construção da narrativa, pausada.
    Do subjectivismo das personagens, do pormenor viual das mãos unidas, a caminho da ambulência.
    Da suavidade de Serena.
    Com umas notas de Blues, num acorde menor, ao ritmo deste lindissimo capitulo.

    Não gosto!
    De não ter acompanhado este conto. Vou já retificar isso…Sorry!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s