1

“Lúcifer” – Capitulo 2, 1ª parte de autoria de Mefistus

(Fonte : http://jasonengle.deviantart.com/art/Prince-of-Demons-70722899)

Após ter sepultado a arca em novo Lugar, O filho promogénito, sem pecado nascido, solicitou á sua presença, o Guerreiro Alado.
Por pouco havia perdido a contenda para Lúcifer, e temia a ira e retorno das hostes maléficas.
Sem poder contar com os Templários, ja extintos, Jesus meditava quando ele entrou no Palácio Celestial:
-Fui informado pelos Anjosdo Palácio, que era solicitada a minha presença?
-Com efeito, valoroso Guerreiro.
-Aguardo suas Ordens!
-Esteve presente na Batalha, sabe o que eles procuram…
-Sem duvida, estou ciente do Tesouro que eles procuram
-Tal erro não se pode repetir. Pela Humanidade!
-O caos seria certo, senhor!
-Sem Dúvida Nobre Alado. Tenho uma missão importante para Vós!
-Honra minha!
Levantando-se ligeiramente, entregou um pedaço de cristal holográfico ao seu subordinado. Este segurou-o sem emitir qualquer parecer
-Esse cristal tem o mapa encriptado, do segredo da Arca. Jamais deve ser revelado. No entanto deve ser mantido para consulta futura.
-Entendo senhor.
-Soube através dos anjos-espiões, que as Hostes preparam um último assalto. Eles vem voltar, vão enviar um novo emissário. o mais sanguinários deles todos. Que já conhece bem a Terra.
-Quem, senhor?
-Drácula!
-Cruz-credo!
-Ele mesmo e virá acompanhado!
-Prontos para o Dia final, presumo?
-Sim, mas é cedo…segundo as escrituras. Ainda a Humanidade não está pronta.
-E que poderemos nós fazer?
-Nós, na verdade nada. Mas você …tudo. Ordeno-lhe que prepare uma equipa secreta, que escolha os melhores, que viaje até à Terra e defenda a Arca.
-Anjos e Santos?
-O que lhe prover!

O arcanjo Miguel, já enfrentara por várias vezes o Diabo e sua força, no entanto desta vez era diferente.
Apertando o Cristal, subiu as escadas de Gelo, até á Torre-Mãe, abriu um pequeno orifício secreto, onde depositou o Cristal, e sendo chefe dos exércitos celestiais, convocou o batalhão luz (o 13 batalhão de Cristo).
Vendo-os todos alinhados, retorquiu:
-Amigos, temos uma missão. Temos de partir pra a Terra. Não vos vou mentir, vai ser duro e louco. Vamos proteger uma vez mais a Humanidade.
-Estamos prontos, oh grande Miguel.
-Na verdade assim o creio. Este momento é de muita importancia para este Paraíso Celestial.
-Seguiremos tua palavra!! – Bradaram em coro.
Deixarei Samuel no comando aqui.
Enquanto se preparavam, Miguel dirigiu-se á sala celestial e encarando o Ancião, proferiu:
-Fui incubido de solicitar a presença de anjos, para mais uma batalha.
-Muito bem. Quem quererás levar?
-Rafael o anjo da guarda,Uriel pois sendo anjo dearrependimento, podeser uma solução, e por fim Gabriel.
-muito bem….quem vos espera?
-Drácula.
-De novo a Ordem do dragão?
-Efectivamente.

No reino do mal, um sujeito enorme de voz grossa e irada, com ombros largos retorquia:
-Eu Drácula capturarei a arca, em troca de voltar a ter o Poder das Trevas
-Tem a certeza conde?
-Absoluta Lúcifer.
-Mas a arca foi mudada.Provavelmente está no palacio Celestial
-Não. Continua na Terra.
-Está certo?
-Sim
-Pois então trate de a procurar.Sinto-os fracos.Tem de ser agora!
-Voltarei a instituir a Ordem do dragão. Caminharemos sobre a Terra, e com o segredo da Arca e as 7 pregas de Volta, conquistarei Constantinopla
Lúcifer soltou uma gargalhada atroz, e num gesto feroz, anunciou:
-Não á Constantinopla já. A tua Roménia é apenas um pedaço de Terra. Lamento
Vlad, ficou irado, dando um pesado murro na palma da mão esquerda.
-Isso agora não importa. Com a arca podemos voltar ao passado, apagar da história todo o Lado Cristão. Será o Império do Mal, sempre.
-Pois bem. Faça-o!!!
E num clarão de Fogo, ele desapareceu

Na Terra os anjos escolhiam a base de operações, perto do pequeno porto, ouviam os barcos num ritmo melancólico a rasgar as águas do denso rio.
Impávido e Sereno, o anjo guerreiro, colocou o Cristal no Santo pedestral e a imagem da moderna cidade Egípcia de Luxor, surgiu.
-Vamos a Tebas?
-Agora chama-se Luxor. Faz sentido! Quem iria calcular que a arca estava no ponto de origem.
-Iremos Juntos?
-Uriel vai agora com alguns anjos soldados. Os restantes ficam aqui. Temos algo a fazer antes de partir.
-Teremos a vantagem de conhecer o sítio.
-Eles támbem o sabem. Por isso acordaram Drácula!
-A mãe de todas as batalhas?
-Não Uriel. Apenas mais uma, se formos eficientes!
Depois de Uriel e exército partirem, Miguel encarou Gabriel e confidenciou:
-Porque mandaria o filho perfeito, a arca para território não Cristão?
-Ele tudo sabe. Quem sabe não será a Unificação de um Novo-Mundo
Miguel fez desaparecer as asas, e contemplando um pouco o exterior, bradou:
-Vamos, temos que fazer
No Egipto,Drácula, recorrera a todos os seus conhecimentos do Mal e tivera a visão do Egipto. Já se recolhera no interior da Esfinge, amaldiçoando Jesus, por haver escolhido um local com bastante sol. Recolhido em seu caixão nesas horas de dia, deixava o planeamento e supervisão, entregues a Leviatan (Quarto prícipe do inferno,serpente maligna dos mares, deus das inundações)
Havia que descansar o suficiente. Se tudo estivesse de acordo com o que planeara, amanhã ia haver uma longa batalha.

No Império do mal, Lúcifer jogava a última cartada. Pouco convencido da veracidade da certeza de Drácula, solicitara a presença de Yriskele (Assassina do Anjo Dariel, arrancou a sua face, e utilizando-a como sua, matou cem serafins. Uma Demônio de contratos,), com suas formas femininas exageradas, envergando um traje, onde se salientava as formas, retorquiu:
-Então se bem compreendo, atacarei o Terceiro céu de novo?
-Correcto. Se tudo estiver de acordo com o Plano, os anjos estarão na Terra, o palácio está enfraquecido
-Muito bem, há já muitos séculos que não mato um anjo.E drácula?
-Ele, quando perceber que foi em vão, vai tentar permanecer na Terra. Eu enviei mensagem anónima. ao palácio a notificar que Lúcifer o chamara.
-Brilhante!
-Eu sei. Sou Lúcifer. O génio do Mal. Levas os Lilith,(Filhos da união de Lilith com outros demônios). contigo
-E como vai Lilith?
-Pronta para ser solta do Limbo, com esta grande vitória. A preciosa Lilith (A mãe de todos os demónios, rainha dos súcubos, que segundo se calcula, foi aprisonada por Balthazar)
Com um riso infernal, ela dirigiu-se às suas tropas, pronta para iniciar o ataque.

By Mefistus

One thought on ““Lúcifer” – Capitulo 2, 1ª parte de autoria de Mefistus

  1. Um grande segundo capítulo. O conto faz renascer persoangens míticas de outros medos e credos. Os diálogos são entusiasmantes e nota-se uma certa alegria, no modo como as personagens interagem.
    Acima das minhas expetativas, pois afinal os meus receios foram infundados. O autor (?) não brinca com a religião, antes transporta para o lado mítico a grande luta universal.

    Muito bom de ler, acima da média.

    Parabens a Mefistus.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s