1

Once in lifetime – 6º Capítulo

No caminho viram paisagens lindíssimas, desde uma queda de água onde puderam refrescar-se e limpar um pouco o sangue das feridas, até lindos e exóticos animais próprios daquele lugar, também adoraram ver uma ponte suspensa entre dois rochedos que na qual dava acesso para outro local, onde decidiram parar e passar novamente a noite.

O local era magnífico, era uma pequena gruta, embutida numa enorme pedra, e ao lado corria um pequeno regato. Tinha sido óptimo ter encontrado este local pois o tempo ameaça mudar para chuva.

Já no interior da gruta, os dois tentavam acender uma fogueira, com os paus que foram recolhendo ao longo do caminho e com um isqueiro que Vincent trazia. Apesar de não ser fumador, fazia questão de trazer sempre consigo um isqueiro para uma necessidade qualquer que pudesse eventualmente surgir.

E ambos permaneceram em silêncio, com os olhos postos nas chamas e ouvindo a chuva a cair lá fora. Serena distraída ficou olhando Vincent através das chamas, apreciando o olhar dele que fintava na fogueira, mas decidiu continuar a manter o silêncio.

–   Serena, será que algum dia irei conseguir retribuir-te toda ajuda que me tens dado? – perguntou Vincent quebrando o silêncio e mantendo o seu olhar fixo nas chamas provenientes da fogueira.

Antes que lhe saísse qualquer palavra, Serena fixou o olhar em Vincent e reparou como o efeito da reflexão da luz das chamas na sua face o tornavam irresistível. E voltando a sua cabeça para o chão decidiu responder.

–    Sinceramente, acho que a minha ajuda já foi retribuída, só pelo facto de estares vivo.

–    Diz-me uma coisa, tens mesmo certeza que morreram todos os outros? – perguntou Vincent.

–    Tenho, todo o avião explodiu minutos depois de termos saído de lá, e mesmo eu vi com os meus próprios olhos, A Brandi, os pilotos….estavam lá… no meio dos escombros, foi horrível – contou Serena deixando soltar algumas lágrimas.

Vincent vendo a sua tristeza apoiou-se com uma mão na parede da gruta, e reuniu todas as forças nas suas pernas e foi para junto de Serena, sentando-se lado a lado.

Serena observou-o encaminhar-se para junto de si e quando este abriu os seus braços Serena abraçou-o fortemente e deitou a sua cabeça no peito dele, Vincent respondeu-lhe igualmente abraçando-a, e os dois permaneceram juntos contemplando e ouvindo a chuva a cair enquanto sentiam o calor das chamas resultantes da fogueira que ambos fizeram.

Algumas horas já tinham passado e os dois ainda continuavam nos braços um do outro, até que pressentiram que a chuva já tinha terminado.

Nisto ambos se dirigiram para o exterior da gruta e ficaram a admirar o céu, vendo as nuvens a desaparecer e a serem trocadas por um bonito luar e por milhões de pequeninas estrelas que cintilavam no céu, que a cada momento se tornava ainda mais bonito.

Os dois olharam nos olhos um do outro e Vincent decidiu pegar na mão de Serena.

–    Obrigado! – disse ele.

E repentinamente Serena sentiu o seu braço ser puxado por Vincent, e juntos correram até ao regato que agora fluía com mais velocidade o que provocava um ambiente esplêndido, e a sua sonoridade transmitia uma certa tranquilidade.

–    Que tal, é lindo não é? – perguntou-lhe Vincent.

–   É magnífico Vincent!

–   E já te sentes melhor com tudo que aconteceu? Agora tens de tentar esquecer tudo o que viste quando ajudaste-me a sair daquele avião.

–    Eu sei Vincent, mas ainda é tudo muito recente.

–   Também sei isso, mas vais ter de ultrapassar isso – disse Vincent  passando os seus dedos nos cabelos escuros e longos de Serena. Bem não vamos mais falar disso – retorquiu Vincent dispersando os pensamentos de Serena.

–   Também acho que é melhor.

–    Hum, vamos ver como está a água? E quero ver um sorriso nesses lábios. – disse Vincent enquanto segurava a face de Serena com as duas mãos passando de seguida a dar um beijo na testa dela e abraçando-a.

Vincent quando deteve-se com todo o corpo dela junto ao seu, sentiu-se triste por ela estar igualmente triste, e disse a si próprio que ía fazer de tudo o que estava a seu alcance para não a ver naquele estado.

By atomicbomb20

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s