1

Once in lifetime – 2º Capítulo

Era sábado, e era também o dia que pela qual as duas tanto esperavam. Ansiando que o telefone tocasse a qualquer momento, Serena, não descolava de perto dele, até que de repente ele toca. Mas para sua decepção era Rachel, perguntando se já sabia algo em relação ao concurso. O telefone só voltou a tocar novamente perto das nove da noite. Serena correu para o atender e ouve-se uma voz do outro lado da linha.

– Estou a falar com Serena Watson?

– Sim está!

– Era para comunicar que a viagem que na qual se inscreveu foi-lhe atribuída.

– O quê?! Está a gozar, certo?

– Não é mesmo verdade, e gostaria de lhe pedir para que viesse aqui ao estabelecimento para esclarecermos pormenores acerca da viagem.

– Ok, ok, mas quando? Ainda nem acredito.

– A partir da semana que vem, se for possível. E acredite que é verdade, você e a Rachel foram congratuladas com esta viagem.

– Está combinado então. Muito obrigado.

– Boa noite e vão-se preparando para a viagem das vossas vidas.

– Boa noite. Ao desligar o telefone, Serena deixou-se cair no sofá com um enorme sorriso estampado no rosto. Rapidamente trataram de todos os pormenores da viagem, incluindo o que iriam levar nas malas. O tempo foi decorrendo até que já estávamos a uma semana da viagem. As duas já tinham quase tudo pronto, mas Rachel recebe uma notícia inesperada e apressou-se logo a contar a Serena.

– Estou! Serena, aconteceu uma coisa e por muita tristeza minha, já não poderei acompanhar-te na viagem.

– Como?! Como assim? – perguntou-lhe Serena assustada.

– Recebi à pouco um telefonema a dizer que já consegui uma vaga para a operação ao joelho, e vai coincidir justamente com a viagem.

-Oh! E não dá para adiar, só até terminar a viagem? Queria tanto que fosses.

– Achas mesmo que dá para adiar? Claro que não, nem eu queria isso, quero ver-me livre destas dores o mais rápido possível. Mas tu vais!

– Nem penses que eu vou sem ti. Estamos juntas nisto.

– Quem não vai pensar és tu! Vais e nem mais uma palavra. Sempre ansiaste fazer uma viagem como esta, e agora não ias? Nem penses, digo eu.

– E não te importas mesmo que eu vá?

– Claro que não. Eu obrigo-te a ir.

– Prontos eu vou fazer a vontade à menina, e de certa maneira a mim própria, só porque quero mesmo muito ir, se não acredita que não ía. Prometo também que te trago muitas fotos.

By atomic Bomb20

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s